segunda-feira, 18 de março de 2013

Todos falam do Papa

Mas eu sou do contra e isso para mim são old news.
Agora acerca do plano de rescisões da função pública, sim, acho muito bem que se comece por aqueles que ganham menos e vão ter mais dificuldades em encontrar trabalho, senão vejamos:
-vão ganhar menos no desemprego, já que tendo por base o ordenado não vão custar muito em subsídio,
-como vão ter dificuldades em encontrar trabalho, também não vão fazer descontos, não vão comprar nada e a economia fica parada, mas parada também não dá buraco certo?
-vou adorar ver os mais altos cargos a fazer a sopinha do almoço e/ou andar de marmita (cozinheiro é assistente operacional), a regar as plantas e a limpar os wc
-vou adorar ver os ultra-qualificados a atenderem os telefones, preencherem as agendas, tirarem fotocópias e atenderem ao público (em muitos locais funções de assistentes técnicos).
Ah e porque quase ninguém fala disto? Ora porque são funcionários públicos e logo não têm família, dividas, casa para pagar, barriguinha para encher e afins. São só uns lambões à conta do coitadinho do privado que até se farta de trabalhar.
Ora bem, eu nunca disse que tinha bom feitio pois não? E para que fique bem esclarecido, não acordei com os pés de fora nem do lado errado da cama.

2 comentários:

mumdream disse...

Eu ouvi esta noticia hoje de manhã e fiquei estarrecida. Quer dizer cortam nos que ganham menos, que como tu muito bem disseste têm maior dificuldade em arranjar novo emprego, e os cargos mais elevados continuam na mesma???
Este país está virado do avesso, é o que é...

soumaiseu.blogs.sapo.pt disse...

Vês porque é que se fala no Papa? É que no meio de tanta noticia hedionda é preciso acreditar em algo positivo, ter fé que as coisas hão-de mudar e agarrar-nos a isso com todas as nossas forças...

 

Template by Suck my Lolly