quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Sou uma mãe chata, confesso

Aliás, sou uma pessoa chata, muito chatinha.
Sou daquele tipo de pessoas que se não me interessa, não quere nem saber. Se me interessa tira-me o sono.
Esta questão da escola, do facto de  a minha filha repetir a pré já me tirou o sono, já cheguei a ter dores de estômago e já tomei as decisões (acertadas ou não só o tempo o dirá) que tinha de tomar e estou em paz com elas. Conformada com a situação, mas não convencida nem sequer a aceito, apenas tem de ser.
O que irritou ultimamente é que o ATL do mais velho, onde  a miuda estaria caso tivesse entrado no 1º ano, quando fiz a renovação de inscrição (após desistência - sim desisitir por um ano e renovar para o próximo), me diz que apesar de tudo, das prioridades e mais, que não garantem a vaga, mas.... (há sempre um mas), se que colocar a criança numa sala de 4 anos (ela tem quase 6), já garantem!
Isto é comércio ou quê?
Aqui, a chata, picuínhas da mãe, é daquelas que toma nota para mais tarde.
Apetece-me dizer obrigadinho por nada.
Eles não têm culpa das leis que levam as crianças a terem matrículas condicionadas, mas têm culpa de quererem colcoar crianças com mais idade junto a outras de 3/4 anos. Têm culpa de não darem apoio aos pais e maioritariamente têm culpa de só aceitarem quem lhes dá na gana só por "amizades", e esta culpa é da direcção e não das professoras.
Vamos ver para o próximo ano lectivo, acho que esta mãe chata vai ser mais chata que piolho em costura.

1 comentários:

MSPE disse...

isso tá feio!cada vez que ouço/leio queixas de mães de condicionados, dou graças por ter dois miúdos a fazer anos no meio do ano. boa sorte para vocês.

 

Template by Suck my Lolly