quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Ano velho / Ano novo

Não sou de grandes resoluções só porque chegamos a 31 Dezembro de determinado ano. Sou de algumas superstições, é verdade, como as 12 passas (que engulo enfiada, porque não gosto das mesmas e comer uma a uma me é desagradável).
Para mim, o ano só poderá estar à partida perdido se não estiver com os meus, com aqueles que amo. Isso sim, é um ano triste.
Não condeno quem faz resoluções neta altura do ano, há quem as faça nos seus aniversários, e há quem as faça noutra data qualquer. No meu caso pessoal, as resoluções chegam devagarinho, vão-se anunciando, até aquele dia que o meu eu, está crescido o suficiente para as pôr em prática.
Para mim, o ano "muda" em Setembro. Já que com o início do ano escolar mudam as rotinas, mudam horários, se tem um novo ritmo. Não é ser demasiado moderna, nem velha do Restelo, mas é assim que sinto as coisas ultimamente.
Isto para dizer o quê? Que vos desejo para 2016 aquilo que quero para mim; saúde, amor, sorte e dinheiro para gastos.
Um bom, doce e feliz 2016.

1 comentários:

A Pimenta* disse...

Para mim setembro marca também um reinicio, muito mais do que a mudança de 31 de Dezembro para 1 de Janeiro. Este ano não vou estar com muitas resoluções, percebi que de nada adiantam. E são facilmente esquecidas!

 

Template by Suck my Lolly