terça-feira, 24 de junho de 2014

Já lá vai o tempo

Em que certas pessoas me faziam mossa.
Agora fazem-me pena.
Todos temos problemas, mais ou menos graves, mais ou menos importantes, mais ou menos sérios, sabendo que os nossos problemas são sempre graves, importantes e sérios comparados com os dos outros.
Quem me conhece sabe que sou um stress natural, que me preocupo e faço logo o filme, atribuo os óscares e discuto os vestidos mesmo antes de as coisas acontecerem. Mas tenho tentado, a bem da minha saúde, da minha sanidade mental e dos meus tentar ser menos assim.
Por isso, tempos houve, em que pessoas picuínhas, chatinhas e de nariz empinado me faziam mossa. Hoje faz-me mossa os seus actos, o seu diz-que-disse aos chefes fazendo-se de coitadinhos e do isso pode trazer.
As suas atitudes de desprezo, de educação com nariz empinado, dão-me muita vontade de rir. Não por desprezo ou gozo da minha parte, é porque aprendi a custo, a custo da minha saúde (em que cheguei a ter de recorrer às urgências), que não vale a pena.
Se estamos tantas horas no emprego, se temos de conviver com pessoas que não nos dizem nada, pessoas que não escolhemos, custa muito sermos menos egocêntricos e pensarmos mais nos outros?

1 comentários:

Maggie F. disse...

Ai Nany eu também já tenho a carapaça mais dura, já não é qualquer coisa que mexe comigo. Acredito que seja um beneficio da idade e gosto.

Bjos

Maggie

 

Template by Suck my Lolly