terça-feira, 24 de julho de 2012

Lá fora está sol, mas aqui dentro está quase a trovejar

Nós, por aqui somos 5 mais 2 chefes.
Ora cada um tem as suas funções e os chefes não fazem disto a sua vida, é mais uma das coisas da sua vida profissional, que acumulam.
Dos 5, 2 trabalham em conjunto (na mesma sala) e os outros 3 têm funções distintas. Eu faço parte dos outros 3.
Os 2, que trabalham em conjunto na mesma sala, decidiram que, para agilizar o trabalho, serem mais produtivos, proactivos e melhor fazerem aquilo para que são pagos, que as coisas tinham de mudar na sua área. E por mudar não se entenda só implementar novos métodos de trabalho, não entenda-se também fazer um inventário do que existe, do que faz falta, saber exactamente quantos ovos se tem para a omolete, que acompanhamentos, que campanhas e onde guardar as frigideiras. Ok, uma bela analogia já que trabalho (trabalhamos) com o público. Isto implicou andar com a casa às costas nas últimas duas semanas - literalmente com armários e prateleiras atrás.
Ora bem, dos 3 que temos uma função diferente e que trabalhamos em salas diferentes somos dois do sexo feminino e um do masculino. O ser do sexo masculino, com complexos de perseguição e teorias da conspiração de fazer inveja a filmes galardoados com todos os óscares e emmys do planeta, não gosta que mexam nas coisas sem lhe pedirem licença e pergurtarem como se faz. Logo ele, que gere tudo sozinho, que é coitadinho que ninguém ajuda. Como é que alguém (maior, vacinado, que sabe ler e escrever e não é burro) teve o desplante, de mudar as coisas sem lhe pedir?
Vai daí, assim que aparece cá um dos chefes, mostra-lhes as coisas e dá a sua achega. Achega que faz com que o trabalho de duas semanas vá pelo cano.
Está sol, mas aqui está prestes a trovejar. É que ele está a pensar na reforma, e anda a fazer a conta aos cortes, acontece que como não larga o osso, quer acabar com isto. E por isto refirmo-me ao local de trabalho de mais 4 pessoas.
Estou a parecer mázinha? E quando o trabalho não aparece porque é feito em casa para comprovar que os restante não passam de burros incompetentes? E quando ouvimos certas coisas que não eram suposto chegarem aos nossos ouvidos, muitas delas a dizer cobras e lagartos de nós? E quando ouvimos isso dos outros também?
Acho que já demorou mais para trovejar. O meu medo é que o temporal seja pior que um furacão.

1 comentários:

Mamã de Salto Alto disse...

É tão chato ter mau ambiente!!As cápsulas da Nicola,são boas sim,vendem-se nos supermercados e entram lindamente na máquina.Eu comprei no Intermarché,mas sei que vai chegar às outras superfícies.Bjs trintona;)

 

Template by Suck my Lolly