terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Alturas na vida em que devia estar quieta, e caladinha já agora.

Chego a casa, vejoa  minha vizinha arranjada, toda gira, de mala a tiracolo mas de pantufas. Pantufas? O que lhe aconteceu?
Ai não sei, tenho aqui uma dor num pé que nem sei que faça. Não consigo calçar nada a não ser uns chinelos. Pois, pena de ainda não ser verão, disse eu, assim já podia andar de pé ao léu.
É mesmo, já podia arrumar melhor as minhas 33 botas de cano alto que nem se arrume, se deixe estar, é este tempo muito frio e nada de chover.
33 BOTAS? Gritou a minha cabeça! Lá por casa 33 deve ser o número de sapatos do pessoal todo, chinelos incluídos.
Mas pronto. Porque devia estar calada, não por causa das botas, mas da mala. Gira, a tiracolo, grande sem ser saco. Muito fofa, moderna, clássica, assim mesmo gira gira. Só que não era mala, ou melhor é, a mala de transportar o cão.
Eu sei que perdi uma óptima oportunidade de estar calada, mas não tenho culpa que ela tenha um cão porta-chaves, ou tenho?

E ficar quietinha?
Andar à volta do carro. Ai que isto não abre. Quase, quase a dar-lhe pontapés. Ai que o raio do comando não tem pilha. Ai que o centro comercial abre às 11h, ai que estou atrasada. Abre meu gande filho da mãe, que nem com a chave abres. Ai que te esfanico todo.
E depois? Não era o meu carro. Só era igual, que dizer quase igual.
Vai daí, meti o rabinho entre as pernas e fui ao local onde estacionei o meu.
Agora posso voltar à caminha, posso?

2 comentários:

mumdream disse...

LOL...

Mamã Petra disse...

Fartei-me de rir, mas mesmo muito até porque podia ter sido escrito por mim. Sou tão distraida.


Beijinhs

 

Template by Suck my Lolly